Índice da Excelência
Índice da Excelência

A SUA ORGANIZAÇÃO TEM O FATOR X?

Saiba esta resposta participando no Índice da Excelência. A inscrição e participação são totalmente gratuitas.

Saiba mais



Conheça os resultados globais e os vencedores do Índice da Excelência em 2017

Descubra quais as áreas onde a sua organização se destaca pela positiva.Inscreva-se

O Estudo

O Índice da Excelência é um estudo de clima organizacional e desenvolvimento do capital humano, realizado pela Neves de Almeida | HR Consulting em parceria com a Human Resources Portugal, Executive Digest e o INDEG-ISCTE, através do qual se analisa o estado de arte das práticas de Recursos Humanos em Portugal e se premeiam as organizações que mais investem e apostam nesta área.

O Índice da Excelência pretende contribuir para alertar o tecido empresarial português para a importância das temáticas relacionadas com o clima organizacional e com a gestão estratégica do ativo humano.

Perguntas frequentes

  • Inscrições: Poderá fazer a inscrição da sua organização em qualquer momento durante o ano de 2018.
  • Respostas ao Inquérito a Participantes e à Gestão de Topo: O período de preenchimento dos inquéritos é definido pelo Interlocutor. No sentido de assegurar que a sua organização é elegível a premiação na edição de 2018, os inquéritos deverão ser preenchidos até 30 de Novembro de 2018.
  • Análise e Consolidação da Informação para apuramento das Organizações Premiadas: Dezembro de 2018.
  • Contactos de Jornalistas com as Organizações Premiadas: Janeiro de 2019.
  • Cerimónia de Entrega de Prémios e Divulgação Pública de resultados (organizações premiadas): Fevereiro de 2019.
Como se processa a inscrição no Índice da Excelência?

A inscrição da sua organização pode ser efetuada de acordo com os seguintes passos:


1. Identificação do Interlocutor

Todas as organizações que pretendam participar no Índice da Excelência deverão identificar uma pessoa responsável / interlocutor do estudo, que fará a articulação com a Neves de Almeida | HR Consulting.


2. Preenchimento de dados

O Interlocutor deverá aceder ao site www.indicedaexcelencia.com, carregar na opção Inscrições e preencher os campos de informação relativos ao Interlocutor e à organização participante que representa. Note que a inscrição apenas poderá ser efetuada online.


3. Receção automática de password de acesso

Após a submissão da inscrição, a pessoa responsável receberá automaticamente na sua caixa de correio eletrónico uma password. Para que o envio da password seja bem sucedido, é essencial que:

  • O campo referente ao email da pessoa responsável esteja preenchido corretamente
  • A caixa de correio eletrónico da pessoa responsável esteja programada para permitir receber emails do endereço estudo@indicedaexcelencia.com, isto é, para que o nível de proteção predefinido não associe este endereço a spam.

A pessoa responsável deverá guardar esta password, que utilizará para aceder à Área Organização, nas diversas fases do processo.

O registo online é suficiente para confirmar a inscrição da organização no Índice da Excelência, não sendo necessário o cumprimento de qualquer formalidade adicional.

Para aceder e/ou alterar os dados que preencheu, relativos à pessoa responsável ou à Organização que representa, deverá carregar no botão Área Organização e digitar a password que lhe foi atribuída.

Qualquer organização coletiva, com um mínimo de 10 colaboradores, que tenha atividades em Portugal, pode participar no Índice da Excelência.

  • Identificação da Organização: deverá introduzir os dados atuais referentes à organização participante
  • Nacionalidade da Organização: considera-se que uma Organização é Portuguesa ou Internacional consoante o centro de decisão se encontre dentro ou fora de Portugal.
  • Identificação da Equipa de Gestão: deverá inserir os nomes dos membros do Órgão da Gestão de Topo da organização.
  • Identificação do Interlocutor responsável: deverá introduzir os dados referentes à pessoa que será o Interlocutor da organização durante este processo e que será responsável por assegurar o preenchimento do Inquérito à Gestão de Topo.
  • Tipo de Organização e Setor de Atividade: referem-se respetivamente à forma jurídica e à classificação das atividades económicas desenvolvidas pela Organização (se a organização participante realizar mais que um tipo de atividade deverá selecionar a opção respeitante à sua atividade principal).
  • Dados da Organização: o campo Volume de faturação reporta ao valor monetário faturado pela Organização em 2017. Apenas as organizações cujo objeto social não pressupõe o cálculo do volume de faturação ou que por lei não devem divulgar esta informação podem selecionar a opção Não aplicável.
  • O campo Número Total de Colaboradores reporta ao número de colaboradores que atualmente integram os quadros da Organização, com vínculo contratual à mesma, com ou sem termo. Deverá ser indicado o nº total de colaboradores e não apenas uma amostra. O Total de Colaboradores não deverá ter em conta o número de colaboradores pertencentes à Gestão de Topo, dado que, por uma questão de isenção, a Gestão de Topo/Administração da Organização, terá um inquérito próprio para resposta.
  • Período de Preenchimento do Inquérito a Participantes: este campo permite ao interlocutor definir o intervalo de tempo no qual os seus colaboradores deverão preencher aos inquéritos. No sentido de assegurar que a sua organização é elegível a premiação na edição de 2018, os inquéritos deverão ser preenchidos até 30 de Novembro de 2018.

As organizações que pretendem participar poderão inscrever-se em qualquer momento durante o ano de 2018. Para assegurar que a sua organização é elegível para premiação na edição de 2018, os inquéritos deverão ser preenchidos até 30 de Novembro de 2018.

A inscrição e participação no estudo são totalmente gratuitas.

O Inquérito deverá ser enviado obrigatoriamente a todos os colaboradores da Organização, ou seja, àqueles que estão vinculados à mesma através de um contrato com ou sem termo. Por uma questão de isenção, o Inquérito não deverá ser preenchido pela Gestão de Topo (Administração da Organização), que terá um inquérito próprio para resposta.

  • Os colaboradores poderão responder ao inquérito online. O interlocutor deverá enviar um e-mail aos seus colaboradores contendo o link de acesso ao inquérito. Na Área Organização, o interlocutor terá acesso a todas as instruções necessárias para conduzir o processo de preenchimento dos inquéritos, dispondo de um e-mail tipo que poderá utilizar e adaptar conforme entenda necessário.
  • Caso não seja possível o preenchimento do inquérito por falta de acesso aos devidos meios informáticos, os colaboradores poderão preencher ao inquérito em papel (apenas aplicável a Organizações que adquiram a Análises Adicionais de Informação – ver Pedidos de Análise Adicional). Para tal, o interlocutor deverá indicar na Área Organização o número de questionários para preenchimento em formato papel e poderá fazer o upload de um Inquérito Modelo, que deverá ser impresso e distribuído aos colaboradores que preencherão em formato papel. Os inquéritos deverão ser devolvidos à Neves de Almeida | HR Consulting agrafados para garantir a agregação das folhas.

Agradecemos que se incentive os colaboradores a responderem online, de forma a facilitar o processo.

Em qualquer caso, os Interlocutores devem garantir que os Inquéritos são preenchidos de forma confidencial e assegurar a sinceridade e transparência das respostas.

O período de preenchimento dos inquéritos é definido pelo próprio interlocutor, na Área Organização. Caso sejam preenchidos inquéritos em papel, os mesmos deverão ser devolvidos à Neves de Almeida | HR Consulting até à data limite de preenchimento definida pelo interlocutor. Para assegurar que a sua organização é elegível para premiação na edição de 2018, os inquéritos deverão ser preenchidos e entregues até 30 de Novembro de 2018.

O inquérito dirigido aos colaboradores serve para aferir a forma como estes percecionam o contexto profissional e consiste em cerca de 100 perguntas que exprimem dimensões relativas à Excelência. As perguntas serão respondidas em escalas intervalares com 7 níveis.

Os temas abordados são analisados em várias dimensões:


    Excelência da Dinâmica Organizacional

  • Aprendizagem contínua
  • Diversidade
  • Orientação estratégica
  • Orientação para o cliente

  • Excelência dos Processos

  • Informação e comunicação
  • Práticas de liderança
  • Coordenação e integração

  • Excelência da Gestão de Recursos Humanos

  • Condições de trabalho
  • Desenvolvimento de Competências
  • Gestão de talentos

  • Excelência do Clima

  • Confiança organizacional
  • Justiça
  • Bem-estar

O INDEG-ISCTE assegura a construção do inquérito, baseado num modelo conceptual validado para Portugal, bem como a supervisão científica do tratamento estatístico dos dados e da interpretação dos resultados.

O Inquérito à Gestão de Topo é um questionário que deverá ser respondido online pela Gestão de Topo (isto é, o seu órgão executivo, que pode ser denominado Conselho de Administração, Gerência, Comissão Executiva, etc.) de cada uma das organizações participantes, no qual se procura aferir a sua opinião sobre um conjunto de práticas existentes na Organização.

Geralmente, consiste em duas partes: uma em que se solicitam informações gerais sobre a organização e seus colaboradores e outra em que se colocam questões relativas às suas práticas de Recursos Humanos.

Caso seja necessário, as respostas online poderão ser complementadas com documentação adicional, que deverá ser enviada para:


Neves de Almeida | HR Consulting
Índice da Excelência
Av. Casal Ribeiro, nº 14, 6º piso
1000-092 Lisboa

O Inquérito à Gestão de Topo será disponibilizado na Área Organização após a submissão da inscrição e deverá ser preenchido até 30 de Novembro de 2018, no sentido de assegurar a elegibilidade a premiação. Para aceder a esta área, deverá ser utilizada a password enviada anteriormente ao Interlocutor (ver acima Como se processa a inscrição no Índice da Excelência?)

O Inquérito deverá ser preenchido por quem tenha um elevado conhecimento das práticas existentes na Organização, devendo ser enviado pelo Responsável da Organização no Estudo ou pela Administração.

O Inquérito à Gestão de Topo deverá ser preenchido até 30 de Novembro de 2018, no sentido de assegurar a elegibilidade a premiação.

Os instrumentos de avaliação considerados para a análise e apuramento dos resultados finais são:


1ª Fase: Classificação dos Participantes quanto aos critérios de dimensão e macro sector de atividade

Nota prévia: De acordo com a definição nacional (Despachos Normativos nº 52/87, nº 38/88 e Aviso constante do DR nº 102/93, Série III), são PME as organizações que, cumulativamente, preencham os seguintes requisitos: empreguem até 500 trabalhadores (600, no caso de trabalho por turnos regulares); não ultrapassem 11 971 149 euros de vendas anuais; e não possuam nem sejam possuídas em mais de 50% por outra organização que ultrapasse qualquer dos limites definidos nos pontos anteriores. De notar que nesta definição são apenas apresentados critérios de classificação de pequenas e médias organizações, não se distinguindo, de entre estas, pequenas e médias organizações. Contudo, apesar de ser esta a definição em vigor em Portugal, a verdade é que, na prática, na maioria das situações, e designadamente para efeitos de atribuição de incentivos no âmbito do POE, estão a ser considerados os critérios constantes da “definição europeia” (Recomendação da Comissão (2003/361/CE, de 6 de Maio)), por motivos que se prendem com a necessidade de harmonização de conceitos no seio da União Europeia.

Com base na recomendação da CE, a organização do Índice da Excelência adotou os seguintes critérios para classificar as organizações participantes:

Critério de Dimensão (número de colaboradores):

  • Pequena Organização: Entre 10 e 50 colaboradores;
  • Média Organização: Entre 51 e 250 colaboradores;
  • Grande Organização: Entre 251 e 1000 colaboradores;

Macro Sector de Atividade: Relativamente à classificação da organização participante em cada um dos 9 macro sectores definidos pela Organização do Índice da Excelência, foi tida em consideração a agregação e correspondência do sector de atividade indicado por cada organização.


2ª Fase: Apuramento dos resultados nos instrumentos de avaliação quantitativos

Nesta fase desenvolve-se toda a atividade de análises estatísticas referentes aos Inquéritos a Colaboradores:

  • Análises fatoriais exploratórias e análise de componentes principais;
  • Análise de validade do questionário, das perguntas e de constructos;
  • Definição dos pesos e ponderadores para os diferentes instrumentos de análise (inquérito de colaboradores, taxa de participação e inquérito à gestão de topo);
  • Realização de análises estatísticas avançadas com recurso a ferramentas Excel™ e SPSS™.

Os instrumentos de avaliação quantitativos são compostos por:

  • Inquérito a Colaboradores: A cada uma das respostas às questões que compõem o inquérito será atribuída uma valorização quantitativa, garantindo a objetividade da análise e a quantificação dos resultados. A ponderação a atribuir através deste instrumento, para efeitos de resultado final, é de 70%.
  • Taxa de Participação: A taxa de participação de cada participante foi apurada através do rácio entre o número de respostas recebidas e o número de passwords disponibilizadas para resposta dos colaboradores. A ponderação a atribuir através deste indicador, para efeitos de resultado final, é de 10%.

3ª Fase: Análise dos inquéritos à gestão de topo

As respostas do inquérito à gestão de topo serão analisadas pelos consultores da Neves de Almeida | HR Consulting de acordo com as melhores práticas de gestão, sendo atribuída uma classificação objetiva e quantitativa em função dos seguintes parâmetros de análise qualitativa:

  • Objetividade e detalhe das respostas fornecidas;
  • Nível de desenvolvimento das políticas e práticas instituídas;
  • Sustentação e fornecimento de exemplos complementares;
  • Disponibilização de materiais e informação extra (relatórios, regulamentos, newsletters, eventos, comunicações, vídeos, testemunhos, etc.).

A ponderação a atribuir através deste inquérito à gestão de topo, para efeitos de resultado final, é de 20%.


4ª Fase: Apuramento de finalistas para contactos de jornalistas

Nesta fase de identificação dos finalistas serão tidos em consideração os resultados consolidados do inquérito de colaboradores e a respetiva taxa de participação, bem como os resultados dos inquéritos à gestão de topo, sendo apuradas para esta fase as organizações que obtiverem, do ponto de vista de resultados, um posicionamento em lugares elegíveis para premiação (por dimensão e por sector). Os contactos dos jornalistas visam a recolha de evidências relativamente à informação fornecida, bem como a recolha de matéria editorial para publicação nas revistas Human Resources Portugal e Executive Digest.


5ª Fase: Apuramento dos resultados e rankings finais

Na última fase de apuramento dos resultados e rankings finais, procede-se à consolidação dos resultados obtidos nos diversos instrumentos de avaliação (análises quantitativas e qualitativas).

As Distinções a atribuir são as seguintes:

    Dimensão

  • Vencedor Grandes Organizações com mais de 1000 Colaboradores
  • TOP 10 – Grandes Organizações
  • TOP 10 – Médias Organizações
  • TOP 10 – Pequenas Organizações

  • Sector

  • 1º Classificado por macro sector de atividade – Grandes Organizações
  • 1º Classificado por macro sector de atividade – Médias Organizações
  • 1º Classificado por macro sector de atividade – Pequenas Organizações

  • Os rankings definidos têm em consideração os seguintes macro sectores de atividade:

  • Banca Seguros e Serviços Financeiros
  • Construção, Infraestruturas, Transportes e Logística
  • Consultoria e Serviços Profissionais
  • Retalho e Comércio
  • Hotelaria, Turismo, Desporto e Ensino
  • Indústria
  • Saúde e Farmacêuticas
  • Sector Público
  • Tecnologia, Media e Telecomunicações

Os macro sectores de atividade poderão vir a ser redefinidos, de acordo com o que vier a ser a representatividade da amostra de cada um deles.

A informação recolhida é de carácter confidencial e será usada exclusivamente para o tratamento de dados, para efeitos de apurar o clima organizacional nas organizações participantes e de análise estatística dos resultados consolidados.

Os resultados consolidados da globalidade das organizações participantes poderão ser divulgados publicamente. Por outro lado, os resultados específicos de cada organização participante são divulgados apenas às respetivas organizações.

Independentemente da classificação, todas as organizações participantes terão acesso a um relatório confidencial com as principais conclusões sobre as vertentes analisadas no estudo.

Serão premiadas as organizações com maior pontuação por setor de atividade e dimensão da organização.

Apenas serão divulgados publicamente os nomes das organizações premiadas.

Após a divulgação pública dos resultados globais e das organizações premiadas, será enviada, a cada participante, informação confidencial sobre o posicionamento global da organização face ao mercado (ver Relatórios).

Todas as organizações terão, também, a possibilidade de solicitar informação adicional mais detalhada relativamente aos seus resultados no estudo (ver: Pedidos de análises adicionais).

De acordo com a nossa experiência, a comunicação interna aos colaboradores deverá ser efetuada 1 semana antes do envio dos inquéritos.

A comunicação interna poderá aludir ao facto da participação no estudo permitir fazer uma análise detalhada da perceção dos colaboradores sobre a Organização e ao impacto positivo que essa análise poderá vir a ter sobre o clima organizacional vivido na mesma, nomeadamente ao nível da identificação de áreas de melhoria.

Poderá, também, destacar o prestígio que a organização alcançará, caso seja reconhecida como uma das Organizações com maior Índice da Excelência em Portugal. Será, igualmente, importante realçar que quanto maior for a adesão dos colaboradores ao estudo, melhores e mais representativos serão os resultados finais (ver abaixo Como são tratados os dados recolhidos?).

A comunicação interna é da exclusiva responsabilidade dos participantes, que poderão ou não adotar as sugestões/recomendações efetuadas acima.

Existe a possibilidade de requerer análises e questões customizadas à medida das necessidades específicas do participante.

    É possível requerer os seguintes pedidos adicionais (custo associado - acresce IVA):

  • Relatório Individual Detalhado: Inclui informação detalhada sobre o posicionamento da organização comparativamente ao mercado: análise de resultados por dimensão, subdimensão e questão, bem como a análise dos resultados das práticas de Recursos Humanos. 495,00€
  • Relatório Específico Interno: Inclui filtro interno por variáveis de estrutura ou caraterização (desagregação dos resultados por área funcional/direção, por ex.).
    • Grandes Empresas com mais de 1000 colaboradores: 4.990,00€
    • Grandes Empresas (entre 251 e 1000 colaboradores): 3.790,00€
    • Médias Empresas (entre 51 e 250 colaboradores): 2.490,00€
    • Pequenas Empresas (até 50 colaboradores): 1.290,00€
  • Relatório de Benchmark Externo Específico: Comparação dos resultados da Organização com os resultados médios de um Mercado de Referência a definir pelo participante. 1.750,00€
  • Relatório de Análise Comparativa face a Anos Anteriores: Aplicado a quem participou em edições anteriores e que analisa a evolução em todas as dimensões e questões. 1.750,00€
  • Realização de um Workshop com a Alta Direção da Organização: Sessão de reflexão, análise e discussão dos resultados da Organização, em conjunto com a Alta Direção e os consultores Neves de Almeida | HR Consulting. 1.450,00€

As condições de faturação são as seguintes: 50% com o Pedido de Análise Adicional, 50% no momento da entrega do Relatório.

Relatórios

Relatório de Posicionamento Global

Relatório de Posicionamento Global

Relatório gratuito de posicionamento global da organização.



GRATUITO

SAMPLE REPORT
Relatório Individual Detalhado

Relatório Individual Detalhado

Inclui informação detalhada sobre o posicionamento da organização comparativamente ao mercado: análise de resultados por dimensão, subdimensão e questão, bem como a análise dos resultados das práticas de Recursos Humanos.



495,00€

SAMPLE REPORT
Relatório Específico Interno

Relatório Específico Interno

Inclui filtro interno por variáveis de estrutura ou caraterização (desagregação dos resultados por área funcional/direção, por ex.).



de 1.290,00€ a 4.990,00€
(mediante dimensão da organização)

SAMPLE REPORT